terça-feira, 11 de maio de 2010

Dia do Livro... é todos os dias!

Na 2ªfeira, dia 10 de Maio, festejámos o "Dia do Livro e dos Direitos de Autor" - dia 23 de Abril -com a presença da autora Teresa Marques. É que a autora é professora e formadora de Matemática, tem o tempo muito ocupado...
Embora muitos dos alunos já conhecessem a Teresa, conheciam-na apenas como a AMIGA da Matemática.


Bem nem imaginam... ela também é uma óptima animadora do livro e da leitura... apresentou os livros, leu poemas com muita magia... conseguiu divertir-nos imenso:

- 1º leu o livro "Pequeno livro de desmatemática"
Que como diz um dos seus autores Manuel António Pina - «Este livro é um livro de "desmatemática" porque, aqui, os personagens da matemática, os números, os sinais, as contas, são tratados como gente, têm sentimentos, sonhos. Até fraquezas e defeitos. Como tu e como eu. É um jogo que eu gosto muito de jogar: imaginar como as coisas seriam se fossem ao contrário. Nem imaginas como o "Reino do Des" é às vezes divertido! »;

E não é que a Teresa gostava de ser como o 0?!?

- a seguir leu um poema da autora Luísa Ducla Sores, depois de apresentar o livro "Conto estrelas em ti";
- por fim leu a 2 turmas do 1º ano o conto "A princesa e a ervilha" em que a princesa é a do conto "O guardador de porcos" do autor Hans Christian Andersen e às outras 5 turmas (em 2 sessões) leu-lhes uma poesia composta pela própria Teresa Marques a partir do conto "A lebre e a tartaruga", intitulada "Uma excelente memória". Foi uma loucura, pois a partir do conto, levou alunos e professores a cantar fado e rap.
No final recebeu presentes para recordação











e abraços, muitos abraços...

Volta rápido Teresinha, adorámos ter-te cá!
És uma pessoa muito alegre e brincalhona.
Parabéns!

Aqui fica um miminho para ti Teresa Marques:

Poema do 8

Eu sou o 8
Redondinho e brincalhão.
Mas ando muito triste...
Querem saber a razão?

Estou farto de ser um número,
De fazer contas sem fim.
Eu quero é ser uma letra
Escrever poemas, isso sim!

Eu gostava de ser o B.
O B da palavra biscoito.
Bem docinho e delicioso
De uma vez comia logo 8.

B de barco, boneca, bonita.
B de bola e de balão.
B de bandeira e de Benfica
Esse grande campeão!

B de bigode, barba, borboleta,
Batata, banana, bombom.
Para encher a barriguinha...
Digam lá se não era bom!!!

Iara Antunes – 8 anos
(com o apoio da Helena Teixeira)
Poema Matemático em que o zero queria ser "O"
Era um 0 muito
Solidário que queria
ir para o abecedário.

Queria ser O.
O de biscoito
Que a minha avó
Faz em forma de 8.

A sua vitória é a de
O se tornar
Num O bonito de
Encantar.

O de Oceanário
E oceano muito
Bonito e cheio de encanto.

O O é orgulhoso
Está a simpatizar com
O meu poema
Que está a acabar.

Obrigado meus amigos
Por me terem escutado
Como forma de gratidão
Mando-vos um abraço.
Beatriz Silva - 9 anos
O 2 que queria ser um z

O 2 que queria ser um Z
de, Zezinha,
Zelito, Zé, e de Zélia
de zorro e de zebra
de zangão e de zonzo
e z de zurrar e de rapaz e
de zoológico e de Zaida.
Se o 2 se transformasse em Z
Seria um Z feliz
Pois tinha realizado o seu sonho.
Ricardo

6 comentários:

3za disse...

Amiguinhos, adorei estar convosco. Só posso agradecer todo este carinho que me devolvem assim com palavras e imagens. Obrigada a todos e um obrigada especial à autora do belo poema... Quero ver mais!
Muitos beijinhos

turma7da7 disse...

Gostámos muito de ouvir a Iara a ler o seu poema.

Está de parabéns pela beleza da sua escrita e ainda por ter lido tão bem!

Um beijos de todos os colegas da Turma 7

turma7da7 disse...

olá Iara o teu poema está lindo.Parabéns
Daniela

turma7da7 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
turma7da7 disse...

ola iara gostei do teu poema.leste bem.ppppppppppaaaaaaaaaarrrrrrrrrraaaaaaaaaabbbbbbbbbbbbbbbeeeeeeeeeeeennnnnnnnnnnnnnnnnnnssssssssssss!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

turma7da7 disse...

ola iara gostei do teu poema estava muito giro.parabens
gloria daniela manuel da costa